Repúdio a processos de apuração de responsabilidades na EBC

A Comissão de Empregados da EBC e os sindicatos dos jornalistas e dos radialistas de DF, SP e RJ, repudiam a forma como gestores da empresa vêm lidando com questões relativas à apuração de responsabilidades de seus empregados. Apenas em uma semana, pelo menos quatro funcionários da EBC, das diferentes praças e de setores diversos, receberam Termos de Ajustamento de Conduta (TAC). O instrumento é previsto em norma interna, e não configura penalidade, porém em todos os casos os funcionários denunciam arbitrariedades nas denúncias, e até o momento se recusam a assinar os respectivos processos.

 

Em todos os casos que tivemos conhecimento, os empregados foram pegos de surpresa pelo envio do processo, que se deu sem garantia de amplo direito à defesa, considerando apenas a versão do gestor da área. E em todos os casos que chegaram à comissão, as acusações não são acompanhadas de qualquer prova consistente de uma conduta inadequada.

 

Diante do quadro de falta de independência editorial da empresa, redução de recursos, e piora das condições de trabalho dos funcionários, além de abertura para terceirização e redução de pessoal, tememos que medidas como os TACs sejam utilizadas como forma de intimidação de empregados que manifestam discordância de decisões dos gestores, ou têm o trabalho prejudicado por falta de estrutura da empresa. Por fim, orientamos aos funcionários que se sentirem assediados ou constrangidos de alguma forma que procurem os sindicatos, e formalizem denúncia aos órgãos competentes.

Sindicatos dos Jornalistas e dos Radialistas do DF, SP e RJ
Comissão de Empregados da EBC

Anúncios

Novos representantes da Comissão de Empregados da EBC

A Comissão Eleitoral, eleita em plenária no dia 21/07/2017, torna público os nomes dos candidatos inscritos para preencher as vagas remanescentes da Comissão de Empregados 2017/2018.
Conforme as regras do processo, como se candidataram apenas um empregado em cada praça, eles estão automaticamente eleitos.
Os representantes que integram a Comissão de Empregados 2017/2018 são:
Rio de Janeiro:
Nilton de Martins
São Paulo:
Lincoln Antonio de Araujo
O mandato da gestão atual dura até dia 15 de maio de 2018.
A Comissão de Empregados (as) da Empresa Brasil de Comunicação – EBC é uma organização formada pelos (as) empregados (as) do quadro permanente, em exercício, da empresa. Tem como princípio lutar e representar os interesses dos (as) empregados (as) da EBC de forma independente da direção da empresa e do governo, além de não possuir vínculos com partidos políticos.
Comissão eleitoral
RJ: Marcelo Melo e Izabel Afonso
SP: Aline Scarso

CONVOCAÇÃO ELEITORAL – VAGAS REMANESCENTES DA COMISSÃO DE EMPREGADOS 2017/2018

REGRAS DA CAMPANHA ELEITORAL PARA ELEIÇÃO DAS VAGAS REMANESCENTES DA COMISSÃO DE EMPREGADOS 2017/2018
COMISSÃO ELEITORAL APROVADA EM PLENÁRIA NO DIA 21/07/2018

INSCRIÇÕES
Para se candidatar envie email para novosmembroscomissao2017@gmail.com, com nome, matrícula, diretoria, lotação, UF.

RESERVA DE VAGAS
Ficam reservadas 50% das vagas, em cada praça, para mulheres e, pelo menos uma das vagas, em cada praça, para candidatos que se autodeclararem negros (pretos ou pardos, de acordo com a classificação do IBGE), caso hajam candidatos nessa condição.

FORMATO DAS ELEIÇÕES
As votações da campanha eleitoral para eleição da Comissão de Empregados 2017/2018 acontecerão em cédulas de papel, em todas as praças.

NÚMERO DE VAGAS E CANDIDATOS
São 3 vagas remanescentes para a Comissão de Empregados, sendo 2 no RJ e 1 em SP.
Nas praças em que o número de candidatos for menor ou igual ao número de vagas, não há necessidade de votação e os candidatos serão automaticamente eleitos.

APRESENTAÇÃO PRESENCIAL, TEXTUAL OU AUDIOVISUAL
Cada candidato terá assegurado o direito a expor sua proposta para os empregados da EBC, em igualdade de condições.

USO DO CORREIO ELETRÔNICO E INTERNET É facultada aos candidatos a utilização do seu e-mail “ebc.com.br” para a comunicação com os eleitores, limitada a duas postagens por dia, com no máximo uma página.

Todo material de divulgação encaminhado à Comissão Eleitoral pelos candidatos deverá seguir com cópia para o e-mail: novosmembroscomissao2017@gmail.com
Informes e materiais produzidos pela Comissão Eleitoral serão também divulgados no perfil do Facebook (no grupo Sou + a EBC).
Será criado um blog pela Comissão Eleitoral onde cada candidato (a) poderá usar um espaço para fazer campanha em texto, fotos, vídeos ou áudios.
A moderação dos posts será feita pelo (a) próprio (a) candidato (a) sob supervisão da Comissão Eleitoral.

RECURSOS FINANCEIROS Não será permitida a utilização de recursos materiais e financeiros da EBC.

PRODUÇÃO DE MATERIAL
A produção de material, bem como sua divulgação, é de responsabilidade dos (as) candidatos (as), sendo vedada a utilização de palavras ofensivas ou indecorosas.
É proibida a colocação de faixas e cartazes nas instalações da EBC. É vedada a utilização de carro de som.

PARTICIPAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS NA CAMPANHA
É facultada aos empregados da EBC a participação nas campanhas, sem prejuízo das atividades do trabalho.

CALENDÁRIO ELEITORAL:
Inscrição de candidaturas: 27/07 a 04/08 (pelo e-mail novosmembroscomissao2017@gmail.com)
Campanha para os candidatos cujas inscrições foram homologadas: 05/08 a 22/08
Votação: 23 e 24/08
Apuração: 25/08
Posse: 28/08

TÉRMINO DA CAMPANHA A campanha será encerrada no dia 22 de agosto, a realização de boca de urna é permitida, sendo proibida somente nos locais de votação.

ATRIBUIÇÃO E PRERROGATIVAS DA COMISSÃO ELEITORAL
A Comissão Eleitoral tem autoridade para remover ou disciplinar qualquer propaganda que viole as regras estabelecidas.

MANDATOS DA COMISSÃO DE EMPREGADOS
Os mandatos dos atuais representantes da Comissão de Empregados serão prorrogados até a eleição e posse dos novos integrantes, regida por este documento. Comissão Eleitoral eleita em plenária no dia 21/07/2017

RJ: Marcelo Melo e Izabel Afonso
SP: Aline Scarso

ESTATUTO DA COMISSÃO DE EMPREGADOS
27 de julho de 2017

PLENÁRIA PARA FORMAÇÃO DA COMISSÃO ELEITORAL SEXTA FEIRA DIA 21/07/2017

PLENÁRIA PARA FORMAÇÃO DA COMISSÃO ELEITORAL SEXTA FEIRA DIA 21/07/2017
Convocação eleitoral da comissão de empregados do RJ e SP.
A Comissão de Empregados convoca os empregados das praças RJ e SP para participarem de plenária que será realizada no dia 21/07/2017 às 13:30h local RJ , R. Relação Auditório 8° andar. Seguindo o Art. 13° e 19° desta comissão, nesta plenária será composta uma comissão eleitoral em cada praça que organizará eleição para ocupação das vagas em aberto.
No Rio de Janeiro os empregados Vladimir Platonov e João Luiz Rangel Sanz, pediram desligamento da comissão por motivos particulares, deixando duas vagas desocupadas.
Em São Paulo o empregado Nilton de Martins se desligou da comissão seguindo regra do estatuto Art 11° b, transferência de praça. Deixando uma vaga desocupada.
Comissão de Empregados EBC

Convocação eleitoral da comissão de empregados do RJ e SP.

A Comissão de Empregados convoca os empregados das praças RJ e SP para participarem de plenária que será realizada no dia 22/07/2017 às 13:30h local a ser divulgado. Seguindo o Art. 13°  e  19° desta comissão, nesta plenária será composta uma comissão eleitoral em cada praça que organizará eleição para ocupação das vagas em aberto.

No Rio de Janeiro os empregados Vladimir Platonov e João Luiz Rangel Sanz, pediram desligamento da comissão por motivos particulares, deixando duas vagas desocupadas.

Em São Paulo o empregado Nilton de Martins se desligou da comissão seguindo regra do estatuto Art 11° b, transferência de praça. Deixando uma vaga desocupada.

Comissão de Empregados EBC

https://comissaoempregadosebc.files.wordpress.com/2017/04/estatuto-da-comissc3a3o-de-empregados.pdf

NOTA DE REPÚDIO DOS TRABALHADORES DA EBC AO COMPORTAMENTO DO GERENTE-EXECUTIVO ALBERTO COURA

Os trabalhadores e trabalhadoras da EBC abaixo assinados, com apoio da Comissão de Empregados, repudiam o comportamento praticado pelo gerente-executivo da Agência Brasil, Alberto Coura, contra o repórter e correspondente em Porto Alegre, Daniel Isaía.
Em grupo de Whatsapp utilizado para troca de mensagens entre chefes e correspondentes da Agência Brasil, Alberto Coura criticou o repórter por uma suposta falha na cobertura da sentença do juiz Sérgio Moro que levou a condenação do ex-presidente Lula em primeira instância.
“Daniel Isaía, lamento sua conduta no dia de hoje na cobertura dos processos da Lava Jato. Embora tenha sido alertado desde o início da manhã por Aécio Amado – seu chefe de reportagem – sobre a possibilidade de uma decisão do caso Lula sair a qualquer momento, você desobedeceu.
 
Tratou com desleixo, descuido; não deu a atenção devida à orientação recebida. Você se manifestou quando a matéria havia sido feita e publicada por Brasília.
 
Não foi surpresa para mim que agências internacionais, contando com profissionais mais empenhados, tenham dado a nota da condenação de Lula muito antes da Agência Brasil.
 
Lamento também que dê argumentos àqueles que questionam as funções e a eficiência da EBC”
 
O repórter Daniel Isaía fazia seu horário de almoço no momento em que foi publicada a decisão do juiz Sérgio Moro. O magistrado estava com os autos do processo para sentença desde o dia 21 de junho. Há três semanas, a sentença estava para sair a qualquer momento.
Alberto Coura busca eximir-se da sua culpa e de sua deficiência de planejamento ao atribuir ao repórter a responsabilidade pelo atraso na publicação da reportagem. Diversos veículos já possuíam reportagens parcialmente prontas, e inclusive chamou a atenção nas redes sociais que Veja e Estadão publicaram matérias mencionando uma pena de “X anos”, o que comprova que o texto já estava escrito aguardando apenas uma edição que por descuido não aconteceu antes da veiculação.
Houvesse planejamento, a Agência Brasil teria feito o mesmo, ficando responsável pela publicação do texto algum editor que estivesse em expediente no momento do ocorrido. Houvesse planejamento, a Agência Brasil também teria um correspondente em Curitiba, acompanhando de forma mais precisa todo o julgamento da Operação Lava-Jato, assim como fazem todos os veículos jornalísticos de algum vulto no Brasil.
Ressalta-se que um repórter de Brasília, Rio de Janeiro ou São Paulo teria as mesmas possibilidades de cobertura do que um correspondente em Porto Alegre, já que estamos falando de um fato ocorrido em Curitiba. Portanto, ante a falta de preparação prévia já mencionada, seria plausível que assumisse a pauta a pessoa que no momento do ocorrido estivesse posicionada de frente a um computador e a um telefone.
Mas o gerente-executivo prefere subverter a lógica do jornalismo como trabalho de equipe e individualiza o problema, ignorando o direito ao intervalo intrajornada para almoço caro a todo trabalhador. Chama atenção ainda que a mensagem não foi enviada em privado e sim em rede social da qual participam diversos profissionais, expondo o repórter e amplificando o absurdo.
Importante lembrar que este não é o primeiro caso lamentável envolvendo o gerente-executivo. Outro repórter já foi repreendido de forma rude em lista de e-mail ao questionar uma ordem sobre a obrigatoriedade da assinatura de matérias. Além disso, setoristas foram trocados de área sem justificativa e sem nenhuma consulta prévia.
Este tipo de situação também retrata a realidade vivenciada frequentemente por correspondentes da EBC, que têm seus horários de trabalho alterados diariamente, são convocados para plantões de véspera e são acionados diversas vezes nos intervalos de almoço, nos períodos de descanso, nos finais de semana, como se estivessem 24 horas a serviço da empresa.
Cumpre ressaltar que mesmo diante das adversidades, os correspondentes não têm se furtado de suas tarefas, contribuindo para uma cobertura plural, diversificada e regionalizada conforme preza o Manual de Jornalismo da EBC. Trabalho este também mencionado positivamente em algumas ocasiões nos relatórios da Ouvidoria da empresa.
Comissão de Empregados da EBC
Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal
Adriana Franzin
Akemi Nitahara
Aline da Rocha Barbosa
Andréa Dantas Gonçalves
Anna Luisa Praser
Beatriz Pasqualino
Bia Aparecida
Camila Boehm
Camila Maciel
Cibele Tenório
Clarice Basso
Daniel Isaía
Débora Teles
Edgard Matsuki
Edvaldo Cuaio
Edwirges Nogueira
Elaine Patrícia
Ericka Guimarães
Fabiola Sinimbu
Felipe Pontes
Fernanda Cruz
Flávia Villela
Francislene de Paula
Gésio Passos
Gracielly Bittencourt
Graziele Bezerra
Guilherme Strozi
Ivan Richard
Jacson Segundo
Jonas Valente
Kariane Costa
Leandro Melito
Léo Rodrigues
Letycia Bond
Líria Jade
Luciano Nascimento
Luiz Cláudio Ferreira
Maíra Heinen
Márcio Garoni
Mariana Amaral
Mariana Tokarnia
Michelle Moreira
Natalia Neves
Nelson Lin
Pati Serrão
Paulo Victor Chagas
Pedro Henrique Moreira
Pedro Peduzzi
Pedro Schprejer
Priscila Ferreira
Raquel Júnia
Renata Gondim
Renata Martins
Roberta Keiko
Samanta do Carmo
Sayonara Moreno
Sincer Ramalho
Soane Guerreiro
Sumaia Vilela
Tâmara Freire
Thaís Araújo de Freitas
Thiago Pimenta
Vitor Ribeiro
Welton Máximo

Aline da Rocha Barbosa
Thaís Araújo de Freitas
Priscila Kerche
Lucas Pordeus León
Felipe Rangel
Cristiane de Oliveira
Gustavo Gomes
Ariane Póvoa
Carol Barreto
Mauro Fernandes
Luisa Caetano
Gilson Machado
Guilherme Jeronymo
Cátia Rodrigues
Geylson Paiva
Rubem Jayron
Leonardo Zanon
Aline Carrijo
Luana Ibelli
Beatriz Abreu
Mariana Fabre
Alessandra Totoli
Isabela Vieira
Bruno Bochini
Heloisa Cristaldo

#EBCSemAssédio

Reunião Mensal da Comissão 07/07/2017

Em reunião realizada na tarde desta sexta-feira (7), a Comissão de Empregados da EBC decidiu tomar as seguintes ações:

– Fará um levantamento para averiguar a prática de desvio de função de cargos de Assessoria da Presidência. A comissão têm recebido denúncias de que funcionários do quadro e de fora da empresa lotados na Presidência como assessores estão exercendo outras atividades que não de assessoramento.

-Iniciar um levantamento acerca do cumprimento do ACT no que diz respeito à proporção 70/30 de ocupação de cargos de chefia por funcionários do quadro.

-Pedir informações à empresa sobre a exclusão de radialistas no processo de escolha de apresentadores de programas produzidos internamente e a falta de processo seletivo amplo com divulgação para toda a empresa.

– O acompanhamento das ações ajuizadas pelos sindicatos em relação aos descumprimentos da empresa tendo em vista o ganho de causa em primeira instância em favor dos empregados em ação de descumprimento ajuizada pelo SINDJOR DF. Entendemos que este tem sido o principal meio de resolução de impasses na EBC e pretendemos mover mais ações através dos sindicatos.

– O PCR continua sendo a principal causa dos empregados e só através mobilização e pressão dos empregados será possível retornar os trabalhos dos sindicatos e dos grupos.
Assim como o PDV, interesse de alguns empregados, principalmente os aposentados.

-Buscará a área responsável pela administração do mailling dos funcionários para que a comissão possa usar o canal para divulgação de suas atividades, nos moldes do EBC Informa.

– Solicitar a empresa que faça cumprir o acordo coletivo, no que diz respeito ao vestuário dos funcionários.

COMISSÃO DE EMPREGADOS DA EBC

NOTA DA COMISSÃO DE EMPREGADOS

16 de Junho de 2017

A Comissão de Empregados da EBC repudia a forma arbitrária e sem diálogo com a equipe que o gerente-executivo da Agência Brasil tem promovido o deslocamento de repórteres de diversas editorias, com anos de experiência, para outras áreas, sem qualquer conversa prévia e contra a vontade dos trabalhadores.

Além de provocar descontentamento, frustração e angústia na equipe, tal medida deverá impactar profundamente a qualidade do conteúdo jornalístico produzido pela Agência Brasil.

Na tentativa de solucionar os problemas, a Comissão pediu uma reunião com o Diretor de Jornalismo da EBC, Lourival Macedo. Uma semana após o pedido, a comissão foi recebida nesta sexta-feira (16) pelo diretor que também considerou equivocada a forma como estão sendo promovidas as mudanças na Agência Brasil. Lourival Macêdo afirmou à comissão que conversará com o gerente-executivo da Agência Brasil para melhorar os procedimentos.

Na reunião, os membros da comissão enfatizaram a importância do diálogo e da transparência nas ações. Ressaltaram que os funcionários não são contra mudanças, mas sim à forma ditatorial como elas têm sido adotadas, em especial na Agência Brasil.

Infelizmente, Lourival Macedo não acolheu pedido dos membros da Comissão de Empregados para suspender as mudanças já anunciadas até que um novo formato seja adotado.

 

Desrespeito

A Comissão de Empregados também  repudia com veemência a forma truculenta, desrespeitosa e desproporcional como o gerente-executivo da Agência Brasil tratou um integrante da comissão em troca de e-mail entre todos dos funcionários da Agência Brasil.

Na última terça-feira (13), o gerente-executivo da Agência Brasil enviou e-mail a toda equipe com novas “orientações”, entre elas, a obrigatoriedade de que os repórteres assinem todas as matérias, inclusive aquelas modificadas drasticamente pela edição. Tal comportamento, ignora o que preconiza a Constituição Federal, o Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros e Manual de Jornalismo da própria EBC, que rege o fazer jornalístico.

Ao ser questionado sobre a arbitrariedade da mudança e de que as orientações estariam em desacordo com a legislação do país, ignorou o diálogo construtivo com a equipe, desferiu ofensas públicas ao representante da Comissão de Empregados e repórter da Agência Brasil.

Em e-mail a toda a equipe da Agência Brasil, disse que as observações do membro da Comissão de Empregados eram “estapafúrdias”, que “demonstram absoluto desconhecimento do assunto” e que “não mereciam resposta”.

A Comissão de Empregados entende que tal atitude não se coaduna com o comportamento esperado de um gestor de uma empresa com a relevância e a importância da EBC.

Na quarta-feira (14), porém, o gerente-executivo da Agência Brasil enviou novo e-mail à equipe, desta vez, afirmando que a EBC “se submete às regras” e que “jamais deixará de obedecer a cláusula de consciência do Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros”. No entanto, condicionou o direito dos repórteres da Agência Brasil ao envio de um “recurso”, a ser submetido ao recém-nomeado gerente da Agência Brasil.

A Comissão de Empregados reafirma o seu compromisso na construção da comunicação pública, na promoção de um ambiente de trabalho democrático, seguro e positivo para os trabalhadores e na defesa do principal patrimônio da EBC: seus empregados.

Eleita a nova Comissão de Empregados 2017/2018

A Comissão de Empregados (as) da Empresa Brasil de Comunicação – EBC é uma organização formada pelos (as) empregados (as) do quadro permanente, em exercício, da empresa. Tem como princípio lutar e representar os interesses dos (as) empregados (as) da EBC de forma independente da direção da empresa e do governo, além de não possuir vínculos com partidos políticos.

A gestão atual tomou posse dia 15 de maio de 2017, e tem mandato de um ano.

Os representantes da Comissão de Empregados 2017/2018 são:

Brasília:
Alan Ferreira dos Anjos de Matos
Aloysio Soares Orrico
Daniele Fernandes Vecchione Xisto
Ivan Richard Marques Esposito
Mariana Amaral de Sousa

Rio de Janeiro:
João Luiz Rangel Sanz
Marcelo Mello Ramos
Ricardo Alexandria Pinheiro
———-

São Paulo:
Márcio Ribeiro Garoni
Nilton de Martins

Maranhão:
Clara Ramthum do Amaral
Luís Fernando Gomes Santos

Quer saber mais sobre o nosso trabalho? Conheça o Estatuto da Comissão de Empregados.

Entre em contato conosco pelo email comissaoempregadosebc@gmail.com

CONVOCAÇÃO ELEITORAL 2017/2018

REGRAS DA CAMPANHA ELEITORAL PARA ELEIÇÃO DA COMISSÃO DE EMPREGADOS 2017/2018 COMISSÃO ELEITORAL APROVADA EM PLENÁRIA NO DIA 28/03/2018
 INSCRIÇÕES
Para se candidatar envie email para comissaoeleitoralebc2017@gmail.com, com nome, matrícula, diretoria, lotação, UF.
 RESERVA DE VAGAS
Ficam reservados 50% das vagas, em cada praça, para mulheres e, pelo menos uma das vagas, em cada praça, para candidatos que se autodeclararem negros (pretos ou pardos, de acordo com a classificação do IBGE), caso hajam candidatos nessa condição.
FORMATO DAS ELEIÇÕES
As votações da campanha eleitoral para eleição da Comissão de Empregados 2017/2018 acontecerão em cédulas de papel, em todas as praças.
NÚMERO DE VAGAS E CANDIDATOS
São 13 vagas para a Comissão de Empregados sendo:
5 vagas no DF, 4 vagas no RJ, 2 em SP e 2 no MA.
Nas praças em que o número de candidatos for menor ou igual ao número de vagas, não há necessidade de votação e os candidatos serão automaticamente eleitos.
 APRESENTAÇÃO PRESENCIAL, TEXTUAL OU AUDIOVISUAL
Cada candidato terá assegurado o direito a expor sua proposta para os empregados da EBC, em igualdade de condições. USO DO CORREIO ELETRÔNICO E INTERNET É facultada aos candidatos a utilização do seu e-mail “ebc.com.br” para a comunicação com os eleitores, limitada a duas postagens por dia, com no máximo uma página.
Todo material de divulgação encaminhado à Comissão Eleitoral pelos candidatos deverá seguir com cópia para o e-mail: comissaoeleitoralebc2017@gmail.com Informes e materiais produzidos pela Comissão Eleitoral serão também divulgados no perfil do Facebook (Sou + a EBC).
 Será criado um blog pela Comissão Eleitoral onde cada candidato (a) poderá usar um espaço para fazer campanha em texto, fotos, vídeos ou áudios.
A moderação dos posts será feita pelo (a) próprio (a) candidato (a) sob supervisão da Comissão Eleitoral. RECURSOS FINANCEIROS Não será permitida a utilização de recursos materiais e financeiros da EBC. PRODUÇÃO DE MATERIAL
A produção de material, bem como sua divulgação, é de responsabilidade dos (as) candidatos (as), sendo vedada a utilização de palavras ofensivas ou indecorosas.
É proibida a colocação de faixas e cartazes nas instalações da EBC. É vedada a utilização de carro de som.
PARTICIPAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS NA CAMPANHA É facultada aos empregados da EBC a participação nas campanhas, sem prejuízo das atividades do trabalho.
CALENDÁRIO ELEITORAL:
Inscrição de candidaturas: 03 a 16/04 (pelo e-mail comissaoeleitoralebc2017@gmail.com)
Campanha para os candidatos cujas inscrições foram homologadas: 17/04 a 02/05
 Votação: 03 e 04/05
 Apuração: 05/05
 Posse: 08/05
TÉRMINO DA CAMPANHA A campanha será encerrada no dia 02 de Maio, a realização de boca de urna é permitida, sendo proibida somente nos locais de votação.
ATRIBUIÇÃO E PRERROGATIVAS DA COMISSÃO ELEITORAL A Comissão Eleitoral tem autoridade para remover ou disciplinar qualquer propaganda que viole as regras estabelecidas.
 MANDATOS DA COMISSÃO DE EMPREGADOS Os mandatos dos atuais representantes da Comissão de Empregados serão prorrogados até a eleição e posse dos novos integrantes, regida por este documento. Comissão Eleitoral eleita em plenária no dia 28/04/2017
 DF: Pedro Henrique Moreira, Edvaldo Cuaio
 RJ: Michele Tito, Ricardo Alexandria, Ronaldo Parra
 SP: Alexandre Lourenço
 MA: Comissão de Empregados Local
31 de Abril de 2017